Passar para o conteúdo principal

58.º Dia Mundial dos Leprosos celebra-se, este ano, no dia 30 de Janeiro

Início care4it Healthcare Solutions
58.º Dia Mundial dos Leprosos celebra-se, este ano, no dia 30 de Janeiro

Este Dia foi instituído pela ONU, a pedido de Raul Follereau, o apóstolo dos leprosos do século XX, que, preocupado com a situação humilhante de milhões de doentes endémicos de lepra existentes em mais de 100 países, iniciou a batalha contra esta terrível doença, promovendo o tratamento e a cura dos doentes, a sua reabilitação, reinserção e dignificação em igualdade com os demais doentes.

Impulsionado por lemas como "ninguém tem o direito de ser feliz sozinho", "ser feliz é fazer os outros felizes" e semelhantes, Raul Follereau bateu-se até ao fim da vida por uma causa, que é mundial, e deixou um empenho, que a Associação Portuguesa dos Amigos de Raul Follereau (APARF) e a Associação Mãos Unidas se têm esforçado por continuar.

Nos dias 29 e 30 de Janeiro, realiza-se um peditório nacional a favor das pessoas atingidas pela lepra, com o objectivo de financiar os projectos de tratamento e cura dos muitos milhares de leprosos.

A lepra é uma doença dermatológica, infecciosa, crónica que atinge as pessoas pelo contágio, em especial as mais frágeis que sofrem de desnutrição, falta de água potável e baixos padrões de higiene. Raoul Follereau chamava à lepra a filha primogénita da pobreza.

Actualmente há tratamento e cura para a doença e são tratados, efectivamente, cerca de um milhão de doentes por ano. No entanto, as precárias condições de vida de muitas populações, devido à pobreza, às injustiças sociais, à ignorância, às guerras e às calamidades naturais causam o aparecimento de 400/500 mil casos novos por ano.

Mais informações, consulte:
Associação Portuguesa Amigos de Raoul Follereau
Associação Mãos Unidas

"